Facilitação e influência da internet na vida das pessoas • MAZE // MTV Brasil
Publicidade

Facilitação e influência da internet na vida das pessoas

João Batista279 views

Quando analisamos os últimos 20 anos da evolução tecnológica, percebemos como ela invadiu de forma permanente as nossas vidas. A internet que até alguns anos servia para poucas coisas além de ler notícias e enviar e-mail, nos dias de hoje, serve para quase tudo.

Práticas comuns de ir ao banco e ao cinema, estão se tornando cada vez menos necessárias – por causa de soluções como internet banking e serviços de streaming.

Pesquisa recente feita pela empresa ESET Antivírus e Soluções, constatou que metade da população brasileira passa 6 horas por dia na internet. Outra pesquisa, feita pelo The Guardian, apontou até mesmo um dado inusitado que mostra o quanto as pessoas estão cada vez mais conectadas: 50% das pessoas carrega o seu smartphone para o banheiro.

Porém, o impacto da internet não é apenas em nossa vida pessoal. Um exemplo prático disso, pôde ser visto na campanha eleitoral deste ano. Atualmente é cada vez mais comum e imprescindível que candidatos a cargos públicos usem a internet para fazer suas campanhas. Um excelente exemplo disso é o caso do agora deputado Arthur “Mamãe Falei”, que usando apenas suas redes sociais, se elegeu para deputado estadual com 478.280 votos.

A jornalista, escritora e comentarista Joice Hasselmann, não fica atrás. Além de postar vídeos diariamente falando sobre política. O resultado disso foi que conquistou 1.078.666 votos, se tornando a segunda deputada federal mais votada do estado de São Paulo. Joice ficou atrás apenas da Janaína Conceição Paschoal, que também se elegeu Deputada Estadual, graças a sua grande presença online.

Outro exemplo foi a campanha eleitoral milionária do ex-candidato à presidência, Henrique Meirelles, que embora tenha gasto na TV mais de R$ 45 milhões, conseguiu apenas 1.288.948 votos. Em contrapartida, o ex-candidato Cabo Daciolo, com apenas R$ 738 de investimento conseguiu 1.348.323 votos totalizados.

Mas o caso mais contundente de como a internet influenciou no pleito eleitoral deste ano foi mesmo a eleição do presidente da República. Com 55,13% dos votos válidos, Jair Bolsonaro (PSL) foi eleito após uma campanha focada quase que totalmente nos meios digitais. Com apenas 9 segundos de horário eleitoral gratuito na TV e no rádio, não seria exagero afirmar que o deputado federal foi eleito por causa do peso das mídias sociais e do WhatsApp. A campanha de Bolsonaro foi muito superior às dos outros candidatos, porque contou com uma rede de distribuição orgânica muito fiel tanto no aplicativo de mensagens instantâneas como nas principais redes sociais do país.

Consumidores compram cada vez mais pela internet

De acordo com uma pesquisa feita em 2017 pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), mesmo na crise, os brasileiros continuam comprando cada vez mais pela internet. Segundo dados da pesquisa, 89% dos internautas brasileiros efetuaram ao menos uma compra online em 2017.

Segundo os dados levantados pelo 37º relatório Webshoppers, estudo produzido pela Ebit – empresa referência no fornecimento de informações sobre e-commerce, as compras online no Brasil aumentaram 7.5% em 2017 e o faturamento total foi de R$ 47,7 bilhões no mesmo ano.

Para Renato Oliveira, morador da região leste de Belo Horizonte, fazer compras pela internet se tornou um hábito comum. “Nas lojas online as opções são numerosas e os preços são atrativos. Além disso, sites como Buscapé e Zoom, facilitam na hora de comparar preços”, diz.

Trabalhar sem sair de casa

Quanto tempo você gasta no caminho até o trabalho? Segundo uma pesquisa feita pela empresa VitalityHealth, pessoas que passam muito tempo no trânsito correm mais risco de desenvolver o stress e a depressão.

Tudo isso leva cada vez mais pessoas a optarem por trabalhar em home office. De acordo com uma pesquisa realizada pela Dell e a Intel, o Brasil é o lugar onde mais se trabalha remotamente. Dos 3,8 mil participantes da pesquisa, 24% revelaram fazer, também, trabalhos em casa.

O site de empregos FlexJobs montou, a partir das vagas abertas em sua base, uma lista com as 20 profissões que mais se adaptam ao trabalho em home office, entre elas: jornalista e redator, consultor, atendimento ao cliente, executivo de vendas, desenvolvedor de software, analista de sistemas, designer gráfico, agente de viagem, analista de seguros, tradutor e profissionais de marketing em geral.

Sites e aplicativos de relacionamento

Antes da febre dos aplicativos de paquera, o comum era procurar a alma gêmea em bares e baladas da cidade, o que acabava se tornando, por muitas vezes, frustrante, já que as chances de sucesso se limitavam a um único espaço físico e a um determinado número de pessoas presentes.

Porém, nos dias de hoje, é cada vez mais comum que os relacionamentos que começam através de aplicativos de paquera se tornem namoros e casamentos na vida real.

Mesmo que, por muitas vezes, seja mais fácil mentir e contar vantagens nesses aplicativos, estudos mostram que relacionamentos que se iniciam pela internet, tendem a ser mais estáveis e duradouros.

Disponível para Android e iOS, o Tinder é, no momento, o principal aplicativo de paquera. Só na cidade de São Paulo, a ferramenta tem mais de 3 milhões de usuários. Porém, opções de aplicativos não faltam para quem está procurando conhecer pessoas pela internet. Além do Tinder, existem outros como o Eaí, ParPerfeito e Zoosk.

Jogos e entretenimento

Tanto para adultos quanto para crianças, a transformação tecnológica no decorrer dos últimos anos foi grande. Brincadeiras como pique-esconde, peg-pega e amarelinha, deram lugar para Netflix, Youtube e jogos online.

Para os adultos, além das opções de diversão citadas acima, apostar em cassinos online é um hábito cada vez mais comum. A facilidade somada à possibilidade de ganhar dinheiro, são os motivadores principais da grande procura.

De acordo com uma pesquisa feita pela KPMG, só os jogos on line no Brasil podem movimentar em torno de R$ 6,6 bilhões por ano. Além disso, estima-se que o mercado de apostas esportivas movimente anualmente cerca de R$ 2 bilhões, valor que poderá crescer muito mais, se o projeto de lei nº 186 de 2014 que regulamenta a atuação de casas de apostas no país, for aprovado no Senado.

João Batista
Dono, idealizador e fundador do labirinto. Genioso, carioca que não sabe sambar e amante da cultura pop desde 1991.