ESTREIA NETFLIX | "Megarromântico" é um filme inteligente que brinca com clichês • MAZE // MTV Brasil
FilmesResenhas

ESTREIA NETFLIX | “Megarromântico” é um filme inteligente que brinca com clichês

Luiz Henrique Oliveira41465 views

Imagine que um belo dia você vai dormir, e quando acorda, está vivendo dentro de um filme de comédia romântica. É exatamente isso que acontece em “Megarromântico“, longa que estreia na Netflix nesta quinta (28/02). No entanto, este não é um filme qualquer: além de ser engraçado e romântico – como se espera – ele também brinca com os clichês do gênero de uma forma muito inteligente.

 

O filme conta a história de Natalie (Rebel Wilson), uma moça que está completamente desacreditada do amor. Ela trata as questões amorosas e de relacionamento com desdém. Até que, um dia, ela acorda e se vê dentro de uma trama que ela conhece muito bem: o mesmo esquema de uma comédia romântica. Dessa forma, ela precisa enfrentar os clichês do gênero – o amigo gay sem vida própria, a mulher que se torna inimiga no trabalho sem motivo, o galã bonitão, etc.

Em primeiro lugar, “Megarromântico” é um grande veículo para o talento de Rebel Wilson. Ela, que é conhecida por comédias como “A Escolha Perfeita”, aqui mostra seu grande domínio da comédia. O filme é todo centrado em sua personagem. Dessa forma, ela mostra a competência para fazer rir com situações absurdas.

Além disso, “Megarromântico” também pode ser considerado um filme que discute alguns clichês. Os mais famosos são os que citamos: o amigo gay “chaveirinho”, a rivalidade feminina, a idealização do corpo. E assim por diante. Essa é a inteligência do roteiro, que lida bem com essas situações sem panfletagem. E ainda aproveita para homenagear clássicos do gênero: “Uma Linda Mulher”, “Um Lugar Chamado Nothing Hill”, entre outros.

Portanto, “Megarromântico” é o tipo de filme que pode agradar tanto quem gosta de comédia romântica quanto quem vê problemas no formato. Sobretudo, é um filme feito para Rebel Wilson demonstrar todo o seu talento.

Luiz Henrique Oliveira
Nasceu no interior de São Paulo em 1986 e escreve sobre cinema em blogs desde 2004. Curte drama, comédia e ficção científica, mas ama mesmo O Poderoso Chefão. Tem interesse no mundo geek, em música brasileira e pode ser facilmente confundido com o Chico Bento pelas ruas da capital paulista.