Crítica: "Vizinhos" (Neighbours, 2014) • MAZE // MTV Brasil
FilmesPostsResenhas

Crítica: “Vizinhos” (Neighbours, 2014)

Gustavo Mata1344 views

Entre os vários blockbusters pseudo-engraçados que chegam às salas de cinema toda semana, é muito difícil se surpreender com uma dessas várias películas, cada vez mais similares, vazias e apelativas. Cenas genéricas, plots fracos e personagens pertinentes recheiam as telonas ao redor do mundo e trazem cada vez mais desinteresse a um gênero que raramente apresenta uma boa produção.

Vizinhos” é, sem dúvidas, a grande comédia de 2014. Não só pela direção do excepcional Nicholas Stoller (Ressaca de Amor), mas principalmente pelo seu roteiro muito bem escrito: diferente das várias comédias que circulam atualmente, o filme não é do tipo que passa inúmeras cenas humorísticas, sem ao menos se importar com uma história coesa e redonda.

Na história, Seth Cohen e Rose Byrne dão vida a Mac e Kelly, um casal com uma filha recém-nascida que se mudam para uma nova vizinhança – só mal sabiam eles que, ao lado de sua casa, se instalaria uma fraternidade de meninos com muita disposição para festejar e infernizar a sua vida. De início, o casal se apresenta aos novos vizinhos, presididos por Teddy e Pete (Zac Efron e Dave Franco, respectivamente), de uma forma ‘descolada’, revivendo seu espírito jovem e relembrando os áureos tempos. Mas depois de um grande mal entendido entre eles, uma guerra se inicia e aí começam a surgir às cenas de humor mais forte e de arrancar lágrimas (de tão engraçadas) do espectador.

Enquanto o casal usa das mais diversas armas para ver a fraternidade se mudar da vizinhança, desde inundar a casa até criar um climão entre Franco e Efron (o personagem dos dois são melhores amigos), os universitários fazem de tudo para revidar e irritar Mac e Kelly, que sofrem MUITO nas mãos deles. Basicamente, o filme gira em torno dessa vingança, mas não deixa de mostrar o compromisso de Pete com seu curso ou o sacrifício do casal em criar bem a sua filha (afinal de contas, desde o início do filme, a maior preocupação quanto ao barulho da fraternidade era o sono do bebê). A cena final mostra um reencontro inusitado, porém interessante, de Teddy e Mac: os dois deixaram as mágoas e conflitos para trás e se divertem juntos, mais uma vez.

zac2

Resumidamente, Vizinhos é uma grande produção, que vale cada minuto gasto dentro das salas do cinema e diverte o espectador do início ao fim.

zac1

PS: além das cenas hilárias e boa produção, o filme tem outro ponto positivo (muito positivo), que vai prender ainda mais a atenção de todos na telona: Zac Efron.

zac3

 

Gustavo Mata
Aspirante a escritor e amante da cultura pop, viciado em séries, filmes ruins e Britney Spears.