Diário de Bordo CCXP 2017: A Warner Bros. arrasa em seu quarto ano no evento • MAZE // MTV Brasil
GeekPosts

Diário de Bordo CCXP 2017: A Warner Bros. arrasa em seu quarto ano no evento

Luiz Henrique Oliveira618 views

Na abertura dos portões do primeiro dia oficial da CCXP 2017, corremos para o óbvio: o estande da Warner Bros. seria um dos mais disputados de todo o evento. E não deu outra: em alguns momentos a fila para entrar nas salas preparadas pelo estúdio hollywoodiano chegou a 3 incríveis horas de espera. Mas aguentamos firme para entrarmos, e não nos arrependemos. A experiência foi recompensadora.

WARNER: CINEMA EM ALTA

Segundo a própria Warner, o estúdio foi construído tendo como base o famoso Studio Tour que é realizado nos estúdios originais de Burbank, Califórnia. Considerando isso, a sensação foi de realmente estar passeando por dentro de áreas de produção, onde todos aqueles filmes estavam sendo preparados. As atrações, interativas e visualmente hipnotizantes, mostraram novidades dos filmes que serão lançados nos cinemas pelo estúdio em 2018. Um dos primeiros a aparecer foi Tomb Raider: A Origem. Uma parede de escalada foi montada para alegria dos esportistas, e para quem preferiu ficar no chão, havia uma experiência de realidade virtual que nos jogava dentro dos cenários do filme.

A Liga da Justiça também estava por lá, com estátuas em tamanho natural em exibição, juntamente com pôsteres autografados pelo elenco. E falando na Liga, o espaço para o filme do Aquaman também estava bem bonito, com experiências interativas que faziam o público se sentir como o próprio herói.

O novo filme do cultuado gênio do entretenimento Steven Spielberg estava bem representado: Jogador Nº1, reproduziu um dos cenários do filme, que abordará como um de seus temas a nostalgia da iconografia dos anos 80, como filmes, séries e jogos. Por isso, foi montada uma sala com jogos de fliperama antigos.

E NÃO SE PODE ESQUECER DAS SÉRIES

Os fãs de Supernatural, Supergirl e Flash não tiveram do que reclamar: para o primeiro, foi colocado em exposição uma réplica do famoso Impala dos irmãos Winchester, que ficou disponível para fotos, além de um jogo em realidade virtual que foi concebido especialmente para a CCXP; para o segundo, foi disponibilizado uma plataforma para pendurar os fãs e imitar o “voo” da heroína; para o terceiro, um jogo dentro de um labirinto totalmente escuro.

Tudo isso transformou a Warner em parada obrigatória na Comic Con. Uma experiência interativa como poucas, e o investimento do estúdio em proporcionar isso ao seu público só confirma o crescimento da CCXP no mapa mundi dos geeks.

Luiz Henrique Oliveira
Nasceu no interior de São Paulo em 1986 e escreve sobre cinema em blogs desde 2004. Curte drama, comédia e ficção científica, mas ama mesmo O Poderoso Chefão. Tem interesse no mundo geek, em música brasileira e pode ser facilmente confundido com o Chico Bento pelas ruas da capital paulista.