CCXP 2015: painel de "Reza a Lenda" traz Cauã Reymond e Homero Olivetto comentando sobre o "Mad Max brasileiro" • MAZE // MTV Brasil
FilmesPosts

CCXP 2015: painel de “Reza a Lenda” traz Cauã Reymond e Homero Olivetto comentando sobre o “Mad Max brasileiro”

Luiz Henrique Oliveira1325 views

Quando alguns detalhes e cenas de Reza a Lenda começaram a sair na internet, a comparação tornou-se inevitável. Quem assistiu ou leu a sinopse tinha certeza que era a história de uma espécie de “Mad Max brasileiro”, um solitário no deserto árido. O painel do filme na CCXP 2015 ajudou a desmistificar muitas coisas que pesavam sobre essa produção, que vai estrear em 2016 nos cinemas do país.

Para quem não conhece nada do filme, assista ao trailer bem aqui:

Homero Olivetto, diretor do filme, exibiu os sete primeiros minutos do longa aos presentes – e adiantamos que, pelo que foi mostrado, é uma produção de altíssimo nível e com efeitos visuais competentes. Olivetto contou que o roteiro surgiu em 2008, mas devido as limitações de financiamento, só pode começar a produzir em 2014. Falou também da dificuldade de filmar no Nordeste, tanto por conta do calor do verão quanto pela localização dos sets, que ficavam em regiões de difícil acesso.

Cauã Reymond, também presente, falou sobre Ara, o personagem principal do filme interpretado por ele. Mas falou muito pouco: o ator saiu praticamente correndo, para não perder um voo que o levaria para o Rio de Janeiro. Apesar disso, deu tempo de ouvir dele algumas histórias, como por exemplo o fato de que, como parte da preparação para o personagem, ele precisou aprender a pilotar motos, e sua habilitação saiu poucos dias antes do início das filmagens.

caua-ccxp
Cauã Reymond no painel de “Reza a Lenda” na CCXP 2015.

A exibição de Reza a Lenda na CCXP deixou todo mundo curioso: os que não conheciam nada sobre o longa se interessaram pela história, e os que conheciam ficaram ainda mais ansioso para a estreia, que vai acontecer em 21 de janeiro de 2016.

Luiz Henrique Oliveira
Nasceu no interior de São Paulo em 1986 e escreve sobre cinema em blogs desde 2004. Curte drama, comédia e ficção científica, mas ama mesmo O Poderoso Chefão. Tem interesse no mundo geek, em música brasileira e pode ser facilmente confundido com o Chico Bento pelas ruas da capital paulista.