8 coisas que sentimos falta da novela "A Favorita" • MAZE // MTV Brasil
PostsPublicidadeSéries e TV

8 coisas que sentimos falta da novela “A Favorita”

João Batista1 comment9887 views

Em janeiro deste ano completaram-se 5 anos desde o último capítulo de A Favorita, novela da Rede Globo criada por João Emanuel Carneiro, dirigida por Ricardo Waddington e seu sucesso na época pode até ser comparado ao fenômeno causado por Avenida Brasil, de 2012. O motivo? A emissora trouxe uma história com um desenrolar que já não se via há tempos, com as grandiosas Claudia Raia e Patrícia Pillar na linha de frente incorporando as protagonistas Donatella e Flora. A saudade é tão grande que até inspirou esse post, que vai relembrar momentos e fatos icônicos que rondaram o universo deste incrível folhetim.


1- O elenco era sensacional! É sempre muito bacana quando a produção investe em nomes novos para novelas grandes (Chay Suede tá aí pra provar isso), mas convenhamos que A Favorita não teria a mesma graça e impacto sem o seu time pesadíssimo de estrelas: além de Claudinha e Paty (#intimidades), tínhamos também outras figuraças como Tarcísio Meira, Glória Menezes, José Mayer, Mariana Ximenes, Cauã Reymond e Taís Araújo.

2- A reviravolta, projetada de forma espetacular! Nas primeiras semanas, todos odiavam Donatella (Claudia Raia) com todas as suas forças, até que a real verdade veio a tona e todos ficaram de queixo caído: a fdp da história toda, na verdade, era a sonsa Flora (Patrícia Pillar). Vai dizer que você não ficou com cara de WTF? quando isso veio à tona?

3- Por mais que naquela época as redes sociais não tinham o mesmo potencial viral que possuem hoje, em 2014 ainda é possível encontrar memes derivados de momentos icônicos da trama, quase todos incluindo as falas de Flora, lógico.



4- Antes que Lady Gaga estourasse de vez, o mundo conheceu “Beijinho Doce”, o que podemos chamar de one hit wonder da dupla Faísca & Espoleta, pseudônimos artísticos de Flora e Donatella antes de virarem grandes rivais. Sem sombra de dúvidas essa era a música que mais se comentava durante o semestre de exibição da novela. Claro que essa pérola não poderia ficar de fora dessa lista, né?

5- A bad-ass Alicia, vivida por Taís Araújo, que rendeu momentos incríveis de periguetismo – mas com muita classe. Como não se esquecer de seus rolos com Halley (Cauã Reymond) e de seu crush pelo jornalista bom moço Zé Bob, vivido por Carmo Dalla Vecchia? (Inclusive, sdds.)

6- Clarice Falcão atuando, gente! A atual queridinha dos vídeos “engraçados” da internet/musa do universo indie nacional deu os seus primeiros passos durante o folhetim, interpretando a jovem e sofrida Mariana, dividindo cenas com a grande Lília Cabral e fazendo par romântico com Miguel Rômulo, o Shiva. Lembrando assim, dá até vontade de desejar que ela volte a fazer papéis desse tipo e cenas como essa aqui, né? <3

7- A trilha sonora da novela, assim como muitas outras da mesma faixa de horário, trouxe muitas músicas que ouvimos até não aguentar mais e que rendeu muitas pedidas em rádios, paródias dos mais diferentes tipos e outras coisas típicas da galera do BR. Vanessa da Mata, Tokio Hotel, Coldplay, Sara Bareilles, Jason Mraz… Tinha até Wanessa quando ainda era Camargo!



8- Pode finalizar falando de novo da Flora? Pode, né? Carminha e Nazaré Tedesco que me desculpem, mas Patrícia Pillar foi a deusa das vilãs da última década na Rede Globo. Fria, debochada, sonsa, genial, engraçada e tudo mais que poderíamos querer numa personagem desse porte! Vida longa à Rainha! <3


O mais legal disso tudo é que agora a novela foi lançada inteirinha em DVD, pra poder matarmos saudade quando e como quisermos. 15 discos para assistir até dizer chega! Afinal de contas, uma novela desse nível merece ser guardada pra sempre, né? Além do mais, esse não é apenas mais um publipost, pois não há nada que postamos nesse blog que seja apenas por divulgação. Se passou por aqui, é porque realmente aprovamos e recomendamos! E convenhamos, a novela era mesmo incrível e esse lançamento é realmente o que muitos colecionadores e admiradores da teledramaturgia brasileira precisavam. Concordam?

A propósito, a Som Livre mandou um box pra gente, e é lindo demais. Valeu mesmo, queridos! <3

 

Pra quem ficou interessado, o box já está sendo vendido há um tempinho em diversas lojas virtuais e físicas. De todas elas, o preço/entrega mais em conta que achamos foi na Saraiva, na Livraria Cultura ou até mesmo no site da Globo Marcas. Fica a dica! 😉

João Batista
Dono, idealizador e fundador do labirinto. Genioso, carioca que não sabe sambar e amante da cultura pop desde 1991.